A simbologia das porcelanas da Dinastia Ming: a “Flor de Lótus”

pormenores da porcelana chinesa da Dinastia Ming

Tachos&Porcelanas e os pormenores da porcelana chinesa da Dinastia Ming

A porcelana da Dinastia Ming é caracterizada por usar elementos decorativos particularmente simbólicos, ligados às grandes correntes filosóficas e religiosas da época. Esses elementos agrupam-se nas seguintes classes: a «Taoista», a «Budista», a dos «Elementos Naturais» e a das «Virtudes».

Tachos&Porcelanas pretende dar a conhecer essas classes, em pormenor, e os elementos decorativos mais frequentes que se inserem em cada uma. Hoje, exibe-se o detalhe de uma chávena de chá cujo elemento decorativo predominante é a «Flor de Lótus», que se insere na classe «Budista» das supra citadas.

14222272_162004750907664_1428162311631012278_nFlor de Lótus (Hua Lian): representa a pureza do coração e da mente, a longevidade, a tranquilidade, a honra e a humildade. É tida como a flor do homem porque floresce a partir da lama, pura e sem mácula. Na realidade, esta flor desenvolve-se sobre pântanos, nos quais submerge durante a noite para, ao amanhecer, se reerguer intocada pelas impurezas do meio ambiente. Por esta razão, no budismo, a «Flor de Lótus» significa especialmente aquele que sai da lama sem se sujar e a pureza.

Também a forma como a «Flor de Lótus» surge na porcelana tem um significado concreto. Assim, se estiver representada com a folha, significa «União Completa»; se surgir ao lado de um menino com uma carpa, significa «abundância ano após ano»; se surgir acompanhada com outra «Flor de Lótus», significa «desejo de harmonia»; se for representada com um peixe, significa «Amor» e se surgir a cor encarnada, simboliza os «órgãos genitais femininos», o que explica o facto de «Lótus Vermelha» ser o nome dado às cortesãs de então.
T&P

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *