Tachos&Porcelanas e o Louro

Tachos e Porcelanas - o Louro

Tachos&Porcelanas e o Louro

O Louro, é extraído da árvore Loureiro (Laurus Nobilis) originária do Sul da Europa e da Ásia Menor.

O Louro, na antiguidade, era muito usado pelos Gregos e pelos Romanos para coroar os vencedores das batalhas ou dos desafios desportivos, bem como os poetas e os literatos; por esta razão, o louro serviu de berço à palavra «laureado» (Laureatus).

Na Grécia Antiga, o loureiro era consagrado a Apolo, o Deus grego das artes, da música, da profecia, da verdade, da poesia, da harmonia, da perfeição e da cura, cujo Templo, em Delfos, era coberto de louro. Na realidade, a relação do louro com o Deus Apolo, nasce no facto de a ninfa Daphne, a quem Apolo se insinuava insistentemente, ter sido transformada pelo seu pai num loureiro para, assim, a resguardar das perseguições amorosas daquele Deus. Por esta razão, Apolo passou a usar uma coroa de louro na sua cabeça, tornando-o o símbolo da vitória.

Na Idade Média, as folhas de louro foram frequentemente usadas nos tempos da Peste Negra, queimando-se em grandes quantidades por se acreditar afastarem aquele flagelo.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *