Tachos&Porcelanas e o cardamomo

O Cardamomo (elettaira cardamomum) encontra a sua família no gengibre, e designa três espécies diferentes – elettaria, amomum e aframomum – consonante a sua proveniência; a primeira, da Índia e da Malásia, a segunda da Ásia e da Austrália e a terceira de África e Madagáscar.
Provém seguramente da Índia – assim o atesta o pai da botânica, Teofrasto – onde há, aliás, registos do seu uso nos textos do Ayurdeva (medicina tradicional indiana) de Charaka-Smahita e e Sushruta-Smahita (sensivelmente IV A.C. – III D.C)., tendo chegado à Europa, assim parece, com o regresso dos soldados de Alexandre, o Grande.
Num dos Tratados médicos mais antigos de sempre – o Papiro Ebers, datado de 1500 A.C. – há notícia do uso medicinal desta especiaria no Egipto, aí empregue também em rituais religiosos (nomeadamente, no processo de embalsamento dos corpos) e higiénicos, sendo mastigada para limpar os dentes e refrescar o hálito. Era igualmente familiar aos Romanos e aos Gregos que o usavam em perfumes e óleos aromáticos, e para quem as especiarias eram símbolos de realeza e luxo.
É apelidada a terceira especiaria mais cara do mundo, sendo precedida pelo açafrão e pela baunilha.
Curiosidades!!!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *