O Livro de receitas da Infanta D. Maria de Portugal

 

Tachos&Porcelanas e o Livro de receitas da Infanta D. Maria de Portugal

Se bem que Tachos&Porcelanas tenha referido que «Arte de Cozinha» terá sido o primeiro livro de receitas a ser redigido em português e publicado em Portugal, a informação, no que à redação diz respeito, não é propriamente exata se se pretender ser rigoroso.
Na realidade, existe um manuscrito anónimo de 67 receitas, aparentemente do século XV (atribui-se-lhe essa época, dadas as características da letra com que surge redigido – usada, no Reino de Portugal, pelo Rei D. João II, entre 1481 e 1495) que pertenceu à Infanta D. Maria de Portugal (1538-1577), neta de D. Manuel I [já mencionado por Tachos&Porcelanas a propósito do Gomil (uma das primeiras peças de porcelana a chegar ao Reino de Portugal)].
Está dividido em quatro partes: a de carne, a de ovos, a de leite e a de conservas… A abstenção de referências ao peixe deve-se ao facto de este ser, na época, preferencialmente consumido pelas classes mais desfavorecidas.

2Infelizmente, o «Tratado de Cozinha» não se encontra em Portugal. A Infanta contraiu matrimónio em 1565 com Alessandro Farnese, Terceiro Duque de Pádua, o que pode explicar o facto de o manuscrito pertencer ao acervo da Biblioteca Nacional de Nápoles.
Curiosidades!!!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *